Donnerstag, 7. September 2017

Guest Post: Pra Falar de Comer em Bremen - Por Lali Souza



Sendo bem sincera, nunca pensei que um dia fosse a Bremen. Porém, a saudade e a vontade de conhecer a casa de Cris – também conhecida como a dona deste blog – falou mais alto.  Ainda bem.

Depois de mil planos e promessas, finalmente - como gente diz lá na Bahia – “arrumei meus pano de bunda” e parti para conhecer a tal cidade. O resultado eu conto logo, porque eu não tenho exatamente muita paciência pra suspense: AMEI. Foi paixão à primeira vista. Por isso acho que fiquei tão animada e honrada quando Cris me convidou a dividir minhas impressões aqui.


Já de cara, me encantou a organização e limpeza da cidade. A sensação que dá, logo nas primeiras voltinhas, é que tudo está no lugar certo, sem espaço pra muita bagunça. Mesmo com uma série de obras viárias rolando, a cidade funciona, flui bem e isso é muito massa. 


Outro aspecto que fez meus olhos brilharem é o fato de ela ser toda projetada para as bicicletas. Talvez por eu ser de Salvador (haja ladeira!), onde ciclovia é coisa rara de se ver, isso tenha me chamado tanto a atenção, mas eu achei super bacana (além de sustentável) ver gente de tudo quanto é tipo, idade, famílias inteiras pedalando juntas por aí. E as criancinhas? Um caso de amor à parte.


Ao todo, foram oito dias intensos, que envolveram estar entre amigos, passeios, turismo, pedaladas, tudo regado a MUITA comida boa. Bremen também me ganhou pela boca. A impressão é que se come bem a preços justos, o que é super importante, principalmente para uma estudante como eu. A relação custo X benefício me surpreendeu positivamente.


Eu acredito que uma das melhores formas de se viver uma cidade é provando os seus sabores. Resolvi compartilhar as seis experiências gastronômicas que mais curti em Bremen, pois não encontro uma forma mais “a minha cara” de retratar essa estadia. De quebra, o post ainda fica de inspiração para quem passar por lá.


1) BRATWURST: Aquele bom e velho clichê alemão que é pedida obrigatória: salsicha. Essa é das boas e pode vir acompanhada de pão ou de batatas. Provei no Biergarten da Haus am Walde, no Bürgerpark, por 5,90€. Aproveita para tomar uma bela cerveja e dar uma volta de bicicleta pelo parque, que é lindo.
 

2) YALLAYALLA FALAFEL: É um restaurante de comida árabe ma-ra-vi-lho-so. A refeição custa por volta dos 9€ e é apenas enorme! Tivemos um pequeno problema com o atendimento (pedi a minha refeição em versão wrap e veio no prato), mas o rapaz conseguiu contornar a situação com simpatia, uns biscoitinhos grátis e ficou tudo bem.


Se você gosta de comer pra se acabar, este é o lugar certo. Caso não seja a sua praia, divida um prato com alguém e seja feliz, pois vem o suficiente pra dois.


3) SCHÜTTINGER: É a cervejaria mais antiga de Bremen. O lugar já anima pela decoração incrível em clima medieval, que pede o quê? O quê? Cerveja, claro. Para acompanhar a brejinha, comemos Currywurst, que é uma salsicha delícia, com molho de katchup e curry, acompanhada de batatas fritas. A versão pequena do prato (foto) custou 7,40€.


4) ROSUŁ + ROULADEN: Tive a honra de ser convidada para uma típica refeição polonesa durante esses dias em Bremen e a experiência foi incrível! Tomamos Rosuł de entrada, uma sopa com massa e legumes deliciosa. Ela é tão cheia de sabor que poderia ser prato único, mas a folia gastronômica não parou por aí. 


Como prato principal, serviram uma espécie de rolo de carne recheado chamado Rouladen. A carne é acompanhada de um molho muito bom e uma espécie de “bolinhos de batata”, que eu vou ficar devendo o nome (foi mal aí!).


Se você tem um amigo ou conhece alguém que tem um amigo/parente Polonês, peça isso. Peça com vontade. Vai valer a pena! 


5) KNIPP: Mais uma salsicha, sim. Ela é feita da mistura de carne e grãos e é, simplesmente, maravilhosa. A aparência não é das mais incríveis, mas pode confiar no sabor, é incrível. Como já é de se esperar, vai bem com batatas. Eu não tenho fotos, pois a fome foi mais rápida! 


6) CERVEJA, É CLARO! A Alemanha é o paraíso para os amantes da breja, né? Bremen é recheada delas e tem de tudo quanto é preço, tipo e lugar. A BECK´S é uma marca da cidade e é bem gostosa. A cerveja não é muito pesada e, geladinha, refresca que é uma beleza. Outra que provei por lá é a Hemelinger. Saborosa e encorpada, uma boa opção pra provar também.
 

Essa viagem ainda marcou o meu reencontro com a cerveja que mais amo no mundo. Sei que o tema aqui é Alemanha, mas adorei saber que em Bremen vende a New Castle Brown Ale. Caso vá a Bremen, aproveite pra cometer esse pequeno (e gratificante) pecado!


Não é que a tal Bremen ganhou um lugar todo especial no meu coração? A experiência foi memorável, não somente pelas pessoas lindas que revi e conheci, mas por ser uma cidade, realmente, encantadora. Auf Wiedersehen, Bremen. Danke!